menu
Buscar:
Panal
Abeja
Curva
Galería
Videos
Artículos
Whatsapp
Mail
Chat
Doenças por fungos fitopatogênicos no cultivo de pepino.

Doenças por fungos fitopatogênicos no cultivo de pepino.

As perdas de produção devido a doenças fúngicas poderiam ser evitadas se um sistema de tutoramento for aplicado ao cultivo de pepino.

Em condições de muita umidade ou chuva, como você pode ver neste vídeo, tutorar com HORTOMALLAS® aumenta a circulação de ar e reduz doenças fúngicas.

O pepino é considerado um dos vegetais com grande importância. Mas e facilmente atacado por fungos. É importante na indústria agrícola. Sendo um vegetal com grande procura nos sectores de alimentos além disso cosméticos. Além disso no sector económico. A sua importância deve-se ao facto de estar gerando empregos no campo.

campo de cultivo com malha protetora
malha tutorial instalado. No campo de cultivo.

São muitos os benefícios das malhas tutoras HORTOMALLAS® O agricultor. Deve procurar o que é necessário para o cultivo de pepino. Para obter uma produção de boa qualidade. Como proporcionar um sistema de tutoramento. Este ajuda a evitar que se formem as condições adequadas. Para que certos fitopatogênicos se desenvolvam. Bem como a aplicação de tratamentos preventivos de pragas e doenças. Estes minimizam o risco do cultivo contrair doenças. Evitando perdas significativas na produção.

Cultivar pepinos em treliças aumenta a produção e reduz infecções fúngicas graças a uma melhor ventilação.
Cultivar pepinos em treliças aumenta. A produção além disso reduz infecções fúngicas. Graças a uma melhor ventilação.

Causas da geração de uma infecção micótica num cultivo

As condições pelas quais se gera uma infecção nos cultivos. São muitas além disso em determinadas ocasiões são devido a pequenos descuidos. A forma como se disseminam as doenças provocadas por fungos. Pode ser através de: salpicos de água de irrigação, vento. O contacto de uma planta doente com uma saudável. O contacto dos trabalhadores. Ou das ferramentas mal desinfetadas. Além disso, doenças causadas por fungos. Requerem longos períodos com altas concentrações de umidade.

Mal do tombamento

Raízes em más condições
Raízes infectadas com fungos

Micoses no pepino: os fungos que causam o mal do tombamento são vários

Esta doença além disso causada por um grupo de fungos. Que são habitantes naturais do solo. Phytophthora spp., Pythium spp. além disso Fusarium spp. Como sintomas, provoca problemas no momento. Da germinação além disso nas mudas recém emergidas. Observa-se murchidão além disso apodrecimento na haste talo. Fazendo com que a muda se dobre além disso seque. Se o fruto está em contacto com o solo. Este tende a apresentar podridão na base do talo. Pelo facto de se encontrar no solo além disso estar. Em contacto com este grupo de fungos. Cancro gomoso do talo

O fungo Didymella bryoniae ataca o caule da planta. Como sintomas apresenta lesões aquosas com uma coloração acastanhada. Sobre estas lesões observa-se exsudado em formação de gotas. Na evolução desta doença. Estas lesões adquirem uma coloração preta. Em ataques fortes á planta. Esta pode chegar a colapsar. Normalmente não é comum a infecção chegar ao fruto mas pode acontecer este apresenta podridão mole.

Míldio lanoso ou peloso

O míldio lanoso é uma doença causada por fungos muito comuns no pepino

Pseudoperonospora cubensis além disso responsável por esta doença chamada míldio lanoso. Esta é uma doença comum no pepino. Isto porque requerem intervalos de tempo. Com concentrações de umidade. É uma doença que ataca foliarmente. Como um primeiro sintoma apresenta manchas de cor amarelo claro. A verde pálido que depois se tornam. Numa coloração amarela brilhante. Estas características são observadas no feixe. Enquanto que na parte inferior as

manchas têm uma cor clara; se a doença é forte. Estas manchas expandem-se chegando a necrosar o tecido. Fazendo com que a folha se desprenda da planta dando origem a um desfolhamento. Deixando os frutos expostos aos raios do sol. Se as condições favorecem o fungo. Aparecerão os esporângios. (estruturas contendo esporos). Na superfície inferior da folha com um aspeto lanoso.

Oídio ou oídio pulverulento

O oídio é um fungo pouco comum no pepino, mas uma vez atacada a planta pode derrubar as folhas.

Os responsáveis por esta doença são fulligineae. E Erysiphe cichoracearum. O pepino é resistente a esta doença. Mas se as condições que favorecem. O fungo além disso a planta de pepino não se encontram completamente saudáveis. Este contrairá a infecção. Quando se consegue desenvolver o oídio ou oídio pulverulento este afeta a folha pecíolo além disso caule. E às vezes podem observar-se frutos afetados. As lesões observadas na folha são manchas de cor branca com aspeto de pó. (daí o nome de oídio). Se a infecção continua a avançar. As folhas acabam por enrugar-se além disso separam-se da planta se as lesões que se apresentam no caule. Avançam para uma forte infecção acabam por adquirir uma coloração amarelada e posteriormente secam.

Mancha da folha

O fungo Alternaria cucumerina além disso introduzido. Na planta através de feridas que esta possa apresentar ou de forma direta. Uma vez que o fungo foi introduzido na planta. As lesões podem ocorrer nas folhas. Caules, flores além disso frutos. As primeiras a manifestar os sintomas são as folhas. Nas quais se observam manchas concêntricas de coloração escura além disso aparência necrótica. Conforme avança a doença. As manchas tornam-se numa coloração amarela.

Podridão cinzenta

O fungo da Botrytis necessita de ser removido do cultivo porque é altamente contagioso. É muito importante não tocar nas plantas saudáveis após o manuseio (por poda ou tutoramento) de uma planta afetada por esta micose.
O fungo da Botrytis necessita de ser removido. Do cultivo porque é altamente contagioso. Além disso muito importante não tocar nas plantas. Saudáveis após o manuseio. (por poda ou tutoramento). De uma planta afetada por esta micose.

Botrytis cinerea é responsável por esta doença. O modo de contágio além disso semelhante ao das doenças acima referidas. É além disso importante remover completamente as estruturas de cultivos anteriores. Se as plantas que adquirem o fungo se encontram na fase juvenil. Murcham, enquanto que as plantas mais velhas têm manchas. Nas pétalas além disso folhas com uma cor acastanhada. Quando o fungo chega a infetar o fruto, pois este apresenta sintomas. De podridão mole além disso o micélio é observado. Com uma coloração cinzenta.

Podridão branca

Este fungo é reconhecido por sua cor e pelo murchamento que produz nas mudas.
Este fungo é reconhecido. Por sua cor além disso pelo murchamento que produz nas mudas.

O responsável por esta doença é Sclerotinia sclerotiorum. Como a podridão cinzenta. Este fungo produz o murchamento nas mudas. A planta pode apresentar partes com podridão branca. Que no inicio apresentam uma consistência aquosa além disso. Posteriormente acabam secando mas cobrindo o micélio do fungo com a cor branca e evolui para uma cor preta. Se a planta apresenta a podridão no seu caule, esta acaba colapsando-se.

Oidiopsis

Leveillula taurica é o fungo que causa a Oidiopsis. Este fungo é observado esporadicamente em cultivos de pepino. Como sintomas, observam-se manchas de cor amarela na parte superior da folha e posteriormente o tecido que se encontra no interior das manchas necrosa-se, esta lesão na parte inferior da folha é observado como um feltro de cor branco. Quando a folha além disso muito afetada devido á progressão da doença. Acaba por desprender-se da planta. Dando oportunidade à luz solar de afetar o fruto.

Sistema de prevenção de micose no pepino com o tutoramento HORTOMALLAS®

O pepino está muito sujeito a doenças contraídas pela transmissão mecânica. À parte das transmitidas por insetos como vetores. Há que recordar que muitas transmissões virais. Bactérias além disso micóticas devem-se ao contacto com as mãos dos trabalhadores. Durante as fases de tutoramento com ráfia. HORTOMALLAS® minimiza a necessidade de estar usando. Suas mãos para guiar as plantas de pepino. A forma como as malhas treliças de HORTOMALLAS. Como sistema de condução ajuda nos cultivos. É fornecendo um suporte vertical.

Este suporte permite que a planta se desenvolva a partir do solo. Permite que a planta não tenha contacto direto. Com a possível acumulação de umidade que pode encontrar-se no solo. Também aumenta a área de exposição à luz solar incrementando. A actividade fotossintética da planta. Além disso, proporciona uma maior aeração ajudando a eliminar as concentrações de umidade. Além disso possibilita uma redução de mão-de-obra que. Somado a isto reduz o número de possíveis fontes de contágio.

Tutoramento da planta de pepino com HORTOMALLAS® é muito rentável

Medidas de prevenção além disso controle de fungos no pepino

• Realizar práticas culturais oportunas • Realizar processos de desinfecção do terreno, tanto do solo como das estruturas que fazem parte das instalações. • Comprar sementes que não estejam contaminadas. • Proporcionar sistemas de tutoramento ao cultivo. • Realizar actividades culturais tomando as medidas de sanidade requeridas; desinfeção da ferramenta utilizada, desinfeção dos operários antes além disso depois do manuseio de uma planta. • Aplicar tratamentos preventivos. • Realizar monitoramentos constantes ao cultivo para identificar possíveis fontes de infecção. • Remover do resto do cultivo as plantas doentes. • Evitar que o cultivo se exponha a longos períodos de concentração de umidade. • Contar com um sistema de drenagem adequado. • Implementar a rotação de cultivos.

Os produtos que podem ser aplicados para o tratamento contra doenças fúngicas são: Metiltiofan, Carbendazim, Propamocarb, Prochloraz, Tebuconazole+Triadimenol, Azoxystrobin, Propineb + Provalicab, Chlorothalonil, Hidróxido de cobre, Benomil. Dependendo do fungo presente no cultivo é o tratamento que se deve aplicar.

Biol. Diana Jiménez

Deixe um comentário


As perdas de produção devido a doenças fúngicas poderiam ser evitadas se um sistema de tutoramento for aplicado ao cultivo de pepino.

Em condições de muita umidade ou chuva, como você pode ver neste vídeo, tutorar com HORTOMALLAS® aumenta a circulação de ar e reduz doenças fúngicas.

O pepino é considerado um dos vegetais com grande importância. Mas e facilmente atacado por fungos. É importante na indústria agrícola. Sendo um vegetal com grande procura nos sectores de alimentos além disso cosméticos. Além disso no sector económico. A sua importância deve-se ao facto de estar gerando empregos no campo.

campo de cultivo com malha protetora
malha tutorial instalado. No campo de cultivo.

São muitos os benefícios das malhas tutoras HORTOMALLAS® O agricultor. Deve procurar o que é necessário para o cultivo de pepino. Para obter uma produção de boa qualidade. Como proporcionar um sistema de tutoramento. Este ajuda a evitar que se formem as condições adequadas. Para que certos fitopatogênicos se desenvolvam. Bem como a aplicação de tratamentos preventivos de pragas e doenças. Estes minimizam o risco do cultivo contrair doenças. Evitando perdas significativas na produção.

Cultivar pepinos em treliças aumenta a produção e reduz infecções fúngicas graças a uma melhor ventilação.
Cultivar pepinos em treliças aumenta. A produção além disso reduz infecções fúngicas. Graças a uma melhor ventilação.

Causas da geração de uma infecção micótica num cultivo

As condições pelas quais se gera uma infecção nos cultivos. São muitas além disso em determinadas ocasiões são devido a pequenos descuidos. A forma como se disseminam as doenças provocadas por fungos. Pode ser através de: salpicos de água de irrigação, vento. O contacto de uma planta doente com uma saudável. O contacto dos trabalhadores. Ou das ferramentas mal desinfetadas. Além disso, doenças causadas por fungos. Requerem longos períodos com altas concentrações de umidade.

Mal do tombamento

Raízes em más condições
Raízes infectadas com fungos

Micoses no pepino: os fungos que causam o mal do tombamento são vários

Esta doença além disso causada por um grupo de fungos. Que são habitantes naturais do solo. Phytophthora spp., Pythium spp. além disso Fusarium spp. Como sintomas, provoca problemas no momento. Da germinação além disso nas mudas recém emergidas. Observa-se murchidão além disso apodrecimento na haste talo. Fazendo com que a muda se dobre além disso seque. Se o fruto está em contacto com o solo. Este tende a apresentar podridão na base do talo. Pelo facto de se encontrar no solo além disso estar. Em contacto com este grupo de fungos. Cancro gomoso do talo

O fungo Didymella bryoniae ataca o caule da planta. Como sintomas apresenta lesões aquosas com uma coloração acastanhada. Sobre estas lesões observa-se exsudado em formação de gotas. Na evolução desta doença. Estas lesões adquirem uma coloração preta. Em ataques fortes á planta. Esta pode chegar a colapsar. Normalmente não é comum a infecção chegar ao fruto mas pode acontecer este apresenta podridão mole.

Míldio lanoso ou peloso

O míldio lanoso é uma doença causada por fungos muito comuns no pepino

Pseudoperonospora cubensis além disso responsável por esta doença chamada míldio lanoso. Esta é uma doença comum no pepino. Isto porque requerem intervalos de tempo. Com concentrações de umidade. É uma doença que ataca foliarmente. Como um primeiro sintoma apresenta manchas de cor amarelo claro. A verde pálido que depois se tornam. Numa coloração amarela brilhante. Estas características são observadas no feixe. Enquanto que na parte inferior as

manchas têm uma cor clara; se a doença é forte. Estas manchas expandem-se chegando a necrosar o tecido. Fazendo com que a folha se desprenda da planta dando origem a um desfolhamento. Deixando os frutos expostos aos raios do sol. Se as condições favorecem o fungo. Aparecerão os esporângios. (estruturas contendo esporos). Na superfície inferior da folha com um aspeto lanoso.

Oídio ou oídio pulverulento

O oídio é um fungo pouco comum no pepino, mas uma vez atacada a planta pode derrubar as folhas.

Os responsáveis por esta doença são fulligineae. E Erysiphe cichoracearum. O pepino é resistente a esta doença. Mas se as condições que favorecem. O fungo além disso a planta de pepino não se encontram completamente saudáveis. Este contrairá a infecção. Quando se consegue desenvolver o oídio ou oídio pulverulento este afeta a folha pecíolo além disso caule. E às vezes podem observar-se frutos afetados. As lesões observadas na folha são manchas de cor branca com aspeto de pó. (daí o nome de oídio). Se a infecção continua a avançar. As folhas acabam por enrugar-se além disso separam-se da planta se as lesões que se apresentam no caule. Avançam para uma forte infecção acabam por adquirir uma coloração amarelada e posteriormente secam.

Mancha da folha

O fungo Alternaria cucumerina além disso introduzido. Na planta através de feridas que esta possa apresentar ou de forma direta. Uma vez que o fungo foi introduzido na planta. As lesões podem ocorrer nas folhas. Caules, flores além disso frutos. As primeiras a manifestar os sintomas são as folhas. Nas quais se observam manchas concêntricas de coloração escura além disso aparência necrótica. Conforme avança a doença. As manchas tornam-se numa coloração amarela.

Podridão cinzenta

O fungo da Botrytis necessita de ser removido do cultivo porque é altamente contagioso. É muito importante não tocar nas plantas saudáveis após o manuseio (por poda ou tutoramento) de uma planta afetada por esta micose.
O fungo da Botrytis necessita de ser removido. Do cultivo porque é altamente contagioso. Além disso muito importante não tocar nas plantas. Saudáveis após o manuseio. (por poda ou tutoramento). De uma planta afetada por esta micose.

Botrytis cinerea é responsável por esta doença. O modo de contágio além disso semelhante ao das doenças acima referidas. É além disso importante remover completamente as estruturas de cultivos anteriores. Se as plantas que adquirem o fungo se encontram na fase juvenil. Murcham, enquanto que as plantas mais velhas têm manchas. Nas pétalas além disso folhas com uma cor acastanhada. Quando o fungo chega a infetar o fruto, pois este apresenta sintomas. De podridão mole além disso o micélio é observado. Com uma coloração cinzenta.

Podridão branca

Este fungo é reconhecido por sua cor e pelo murchamento que produz nas mudas.
Este fungo é reconhecido. Por sua cor além disso pelo murchamento que produz nas mudas.

O responsável por esta doença é Sclerotinia sclerotiorum. Como a podridão cinzenta. Este fungo produz o murchamento nas mudas. A planta pode apresentar partes com podridão branca. Que no inicio apresentam uma consistência aquosa além disso. Posteriormente acabam secando mas cobrindo o micélio do fungo com a cor branca e evolui para uma cor preta. Se a planta apresenta a podridão no seu caule, esta acaba colapsando-se.

Oidiopsis

Leveillula taurica é o fungo que causa a Oidiopsis. Este fungo é observado esporadicamente em cultivos de pepino. Como sintomas, observam-se manchas de cor amarela na parte superior da folha e posteriormente o tecido que se encontra no interior das manchas necrosa-se, esta lesão na parte inferior da folha é observado como um feltro de cor branco. Quando a folha além disso muito afetada devido á progressão da doença. Acaba por desprender-se da planta. Dando oportunidade à luz solar de afetar o fruto.

Sistema de prevenção de micose no pepino com o tutoramento HORTOMALLAS®

O pepino está muito sujeito a doenças contraídas pela transmissão mecânica. À parte das transmitidas por insetos como vetores. Há que recordar que muitas transmissões virais. Bactérias além disso micóticas devem-se ao contacto com as mãos dos trabalhadores. Durante as fases de tutoramento com ráfia. HORTOMALLAS® minimiza a necessidade de estar usando. Suas mãos para guiar as plantas de pepino. A forma como as malhas treliças de HORTOMALLAS. Como sistema de condução ajuda nos cultivos. É fornecendo um suporte vertical.

Este suporte permite que a planta se desenvolva a partir do solo. Permite que a planta não tenha contacto direto. Com a possível acumulação de umidade que pode encontrar-se no solo. Também aumenta a área de exposição à luz solar incrementando. A actividade fotossintética da planta. Além disso, proporciona uma maior aeração ajudando a eliminar as concentrações de umidade. Além disso possibilita uma redução de mão-de-obra que. Somado a isto reduz o número de possíveis fontes de contágio.

Tutoramento da planta de pepino com HORTOMALLAS® é muito rentável

Medidas de prevenção além disso controle de fungos no pepino

• Realizar práticas culturais oportunas • Realizar processos de desinfecção do terreno, tanto do solo como das estruturas que fazem parte das instalações. • Comprar sementes que não estejam contaminadas. • Proporcionar sistemas de tutoramento ao cultivo. • Realizar actividades culturais tomando as medidas de sanidade requeridas; desinfeção da ferramenta utilizada, desinfeção dos operários antes além disso depois do manuseio de uma planta. • Aplicar tratamentos preventivos. • Realizar monitoramentos constantes ao cultivo para identificar possíveis fontes de infecção. • Remover do resto do cultivo as plantas doentes. • Evitar que o cultivo se exponha a longos períodos de concentração de umidade. • Contar com um sistema de drenagem adequado. • Implementar a rotação de cultivos.

Os produtos que podem ser aplicados para o tratamento contra doenças fúngicas são: Metiltiofan, Carbendazim, Propamocarb, Prochloraz, Tebuconazole+Triadimenol, Azoxystrobin, Propineb + Provalicab, Chlorothalonil, Hidróxido de cobre, Benomil. Dependendo do fungo presente no cultivo é o tratamento que se deve aplicar.

Biol. Diana Jiménez

Deixe um comentário


cuadro verdePesquisar tópico de interesse

IrArriba