USA, FL (904) 436-1577
  • Argentina Argentina: +54 (11) 5984-1811
  • Brazil Brazil: +55 (21) 3500-1548
  • Chile Chile: +56 (22) 581-4899
  • Spain España: +34 (95) 093-0069
  • Guatemala Guatemala: (502) 2268 1204
  • Mexico Mexico: +52 (33) 1031-2220
  • Panama Panama: +507 (7) 833-9707
  • Peru Peru: +51 (1) 709-7918
  • United States United States: +1 (904) 250-0943

TUTORAMENTO DE TOMATE

Técnica de tutoramento de tomate com o uso de fitilho

A técnica de tutoramento de tomate está crescendo em várias regiões. O jornal é produzido pela Comunicativa Assessoria e Consultoria Jornalística.Fitilho x Bambu Para o pesquisador da Epagri/SC, Anderson Fernando Wamser, o uso do fitilho tem vantagens, desde que a instalação seja cuidadosa. Os fitilhos e os arames mestres devem ser bem esticados, evitando dobras na base das plantas. Para isso, os trabalhadores devem ser treinados e ter prática de amarrio. O uso de fitilho em substituição ao bambu reduz tempo e mão-de-obra na instalação e condução das plantas. O sistema também é mais barato: o fitilho, comprado em casas agropecuárias, custa em média R$ 15,00 o quilo, suficiente para a condução de mil pés de tomate. Para esta mesma produção, um milheiro de bambu custa em Caçador/SC cerca de R$ 50,00. O corte do bambu implica em questões ecológicas e algumas regiões já revelam receio de futuras restrições à sua extração.Realidade no campo Aos poucos, os produtores de Caçador e Lebon Régis (SC) abandonam os tradicionais sistemas cruzado ou em V invertido. O produtor de tomate Gilberto Suzin experimentou no ano passado a condução vertical com fitilho em 200 mil pés de tomate – grande parte com Miramar – e ficou surpreso com a facilidade nos tratos culturais. “O fitilho não prensa os frutos, facilitando a condução e a colheita. Eu não volto mais para o bambu”. O agrônomo João Roberto do Amaral Júnior, consultor de grandes produtores na região de Monte Mor e Sumaré/SP, é adepto do fitilho. Em uma das propriedades que orienta, a prática começou como teste e já ocupa 100% da lavoura de 70 hectares. Ele argumenta que o fitilho, além de outras vantagens, evita a disseminação de doenças que ocorrem quando se aproveitam as estacas em mais de uma safra (principalmente o cancro-bacteriano).vegetable-support-netAval da pesquisa A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) ressalta que o sistema vertical – tanto com bambu como fitilho – permite melhor controle de doenças fúngicas e pragas, pois os defensivos são aplicados nos dois lados ao longo das fileiras. Com o ambiente mais arejado nos sistemas verticais ocorre menor severidade de doenças como a mancha bacteriana, requeima e pinta preta, e ainda, menor porcentagem de frutos brocados. Quando comparado a outros métodos de tutoramento, há ganhos na produção e qualidade dos frutos. Dados semelhantes foram apresentados pela Universidade Federal de Viçosa, que pesquisou sistemas de condução na produção de frutos para consumo in natura. Os resultados confirmam que a maior insolação e ventilação propiciada pelo método vertical revertem no aumento da produção de frutos grandes.
así es como se debe de usa la malla espaldera en tomates, berenjenas, pimientos y chiles. Ua hile de malla soprte de cada lado del surco. Esto permite intensificar el cultivo

así es como se debe de usa la malla espaldera en tomates, berenjenas, pimientos y chiles. Ua hile de malla soprte de cada lado del surco. Esto permite intensificar el cultivo

Como instalar o fitilho: 1) Fixar com firmeza os palanques mestres (2m do solo) nas duas extremidades das filas de plantas. 2) O arame de sustentação dos fitilhos, preso aos palanques, deve ser ondulado para dar maior tensão, manter os fitilhos esticados e evitar que corram. 3) Nas linhas de plantas, deve ser colocado um palanque a cada 8m. Entre eles, dois ou três bambus para auxiliar na sustentação do arame. 4) O tutoramento começa quando as plantas alcançam 30 cm de altura. 5) Os fitilhos devem ter aproximadamente 2,5m de comprimento (condução de uma haste por planta) ou 5m para a condução de duas hastes. 6) A amarração é feita na base da planta, com laço firme mas sem estrangular o caule. Amarra-se uma extremidade na base quando a condução for de uma haste, ou o centro do fitilho se for usar duas hastes por planta. A outra extremidade do fitilho é fixada no arame, deixando-o levemente esticado. 7) O fitilho é enrolado ao redor da haste, uma ou duas vezes por semana, acompanhando o crescimento da planta.http://www.clicknoticia.com.br/default.asp?not_codigo=903se recomenda el uso de rede de tutoramento HORTOMALLAS

Hortomallas Hortomallas

HORTOMALLAS manufactures and markets crop support nettings (trellising and tutoring as alternatives to the raffia twine labor intensive traditional system) that increase crop quality. Our Mission is to: INCREASE VEGETABLE CROP YIELD AND PROFITABILITY TO ALL THOSE VEGETABLES THAT NEED TUTORING AND SUPPORT USING NETTING INSTEAD OF RAFFIA. Since 1994 we help professional growers and farmers improve their cucumber, tomatoes, melon, zucchini, bean, chile, peppers crops where trellises and supports are needed. HORTOMALLAS is the ideal system for cucurbitacea and solonacea to improve their phytosanitary conditions, while increasing the solar exposure and the brix degrees. Besides the obvious labor costs savings, the use of HORTOMALLAS increases the life span of the plant, allowing longer periods of harvests and of a greater quality. Call us, our crop specialists will help you with specialized attention in the Americas and the Iberian Peninsula!

Leave a comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.