USA, FL (904) 436-1577
  • Argentina Argentina: +54 (11) 5984-1811
  • Brazil Brazil: +55 (21) 3500-1548
  • Chile Chile: +56 (22) 581-4899
  • Spain España: +34 (95) 093-0069
  • Guatemala Guatemala: (502) 2268 1204
  • Mexico Mexico: +52 (33) 1031-2220
  • Panama Panama: +507 (7) 833-9707
  • Peru Peru: +51 (1) 709-7918
  • United States United States: +1 (904) 250-0943

TUTORAMENTO DE TOMATE

Técnica de tutoramento de tomate com o uso de fitilho

A técnica de tutoramento de tomate está crescendo em várias regiões. O jornal é produzido pela Comunicativa Assessoria e Consultoria Jornalística.Fitilho x Bambu Para o pesquisador da Epagri/SC, Anderson Fernando Wamser, o uso do fitilho tem vantagens, desde que a instalação seja cuidadosa. Os fitilhos e os arames mestres devem ser bem esticados, evitando dobras na base das plantas. Para isso, os trabalhadores devem ser treinados e ter prática de amarrio. O uso de fitilho em substituição ao bambu reduz tempo e mão-de-obra na instalação e condução das plantas. O sistema também é mais barato: o fitilho, comprado em casas agropecuárias, custa em média R$ 15,00 o quilo, suficiente para a condução de mil pés de tomate. Para esta mesma produção, um milheiro de bambu custa em Caçador/SC cerca de R$ 50,00. O corte do bambu implica em questões ecológicas e algumas regiões já revelam receio de futuras restrições à sua extração.Realidade no campo Aos poucos, os produtores de Caçador e Lebon Régis (SC) abandonam os tradicionais sistemas cruzado ou em V invertido. O produtor de tomate Gilberto Suzin experimentou no ano passado a condução vertical com fitilho em 200 mil pés de tomate – grande parte com Miramar – e ficou surpreso com a facilidade nos tratos culturais. “O fitilho não prensa os frutos, facilitando a condução e a colheita. Eu não volto mais para o bambu”. O agrônomo João Roberto do Amaral Júnior, consultor de grandes produtores na região de Monte Mor e Sumaré/SP, é adepto do fitilho. Em uma das propriedades que orienta, a prática começou como teste e já ocupa 100% da lavoura de 70 hectares. Ele argumenta que o fitilho, além de outras vantagens, evita a disseminação de doenças que ocorrem quando se aproveitam as estacas em mais de uma safra (principalmente o cancro-bacteriano).vegetable-support-netAval da pesquisa A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) ressalta que o sistema vertical – tanto com bambu como fitilho – permite melhor controle de doenças fúngicas e pragas, pois os defensivos são aplicados nos dois lados ao longo das fileiras. Com o ambiente mais arejado nos sistemas verticais ocorre menor severidade de doenças como a mancha bacteriana, requeima e pinta preta, e ainda, menor porcentagem de frutos brocados. Quando comparado a outros métodos de tutoramento, há ganhos na produção e qualidade dos frutos. Dados semelhantes foram apresentados pela Universidade Federal de Viçosa, que pesquisou sistemas de condução na produção de frutos para consumo in natura. Os resultados confirmam que a maior insolação e ventilação propiciada pelo método vertical revertem no aumento da produção de frutos grandes.
así es como se debe de usa la malla espaldera en tomates, berenjenas, pimientos y chiles. Ua hile de malla soprte de cada lado del surco. Esto permite intensificar el cultivo

así es como se debe de usa la malla espaldera en tomates, berenjenas, pimientos y chiles. Ua hile de malla soprte de cada lado del surco. Esto permite intensificar el cultivo

Como instalar o fitilho: 1) Fixar com firmeza os palanques mestres (2m do solo) nas duas extremidades das filas de plantas. 2) O arame de sustentação dos fitilhos, preso aos palanques, deve ser ondulado para dar maior tensão, manter os fitilhos esticados e evitar que corram. 3) Nas linhas de plantas, deve ser colocado um palanque a cada 8m. Entre eles, dois ou três bambus para auxiliar na sustentação do arame. 4) O tutoramento começa quando as plantas alcançam 30 cm de altura. 5) Os fitilhos devem ter aproximadamente 2,5m de comprimento (condução de uma haste por planta) ou 5m para a condução de duas hastes. 6) A amarração é feita na base da planta, com laço firme mas sem estrangular o caule. Amarra-se uma extremidade na base quando a condução for de uma haste, ou o centro do fitilho se for usar duas hastes por planta. A outra extremidade do fitilho é fixada no arame, deixando-o levemente esticado. 7) O fitilho é enrolado ao redor da haste, uma ou duas vezes por semana, acompanhando o crescimento da planta.http://www.clicknoticia.com.br/default.asp?not_codigo=903se recomenda el uso de rede de tutoramento HORTOMALLAS

HORTOMALLAS

HORTOMALLAS produz e promove malhas agrícolas ( de apoio e vegetais treliça trellising ) que melhoram a qualidade das culturas . Nossa missão é aumentar a rentabilidade das culturas vegetais tutoria que precisam de apoio em vez de usar NETS RAFIA deitado manualmente a partir de 1994 ajudou os agricultores a melhorar sua colheita de pepinos, tomates , melões, abóboras , feijões, pimentas , pimentões e mais vegetais eles estão exigindo treliças . HORTOMALLAS é perfeito para solonaceas cucurbitáceas e têm melhores condições sanitárias , aumentando a exposição solar e sistema de brix . Além da diminuição óbvia nos custos de trabalho e de produtos químicos , isto é conseguido usando HORTOMALLAS prolongar a vida da planta , permitindo que a colheita mais e melhor qualidade do produto ! Diga-nos, nossos engenheiros agrônomos proporcionar-lhes assistência especializada através Iberia e as Américas !

Leave a comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.